terça-feira, 7 de julho de 2015

João Guimarães e William Carlos Williams

 
16 de maio
 
 
 
 
 
 
 
O professor de matemática, sentado na mesa da frente. Caneta
Adivinha na mão pousa o boletim sobre o tampo, preenchendo sem
ciência as casas do boletim.  Uma cruz igual à outra assinala suas
escolhas, suspirando com pesar entre dois traços seguidos.
Custam-lhe as coisas simples, diz.
 
in poesia reunida
 
 

William Carlos WILLIAMS, "Café at Night"

Sem comentários: