sábado, 14 de setembro de 2013

Mia Couto e Delilah Smith

                                                                                                         
                                                                                                                                                                                                              (A PM. As melhoras rápidas...)

                                                                                                                                               Viagem


O beijo da quilha
na boca da água
me vai trocando entre céu e mar,
o azul de outro azul,
enquanto
na funda transparência
sinto a vertigem
da minha própria origem
e nem sequer já sei
que olhos são os meus
e em que água
se naufraga minha alma

Se chorasse, agora,
o mar inteiro
me entraria pelos olhos











Delilah SMITH, "Fog on the Bay"

1 comentário:

lapsus disse...

S.,

obrigado pelo teu poema. O susto passou e são necessárias novas águas para navegar.

Também assim a Vida.

Um bjnho grande.

P.