domingo, 10 de março de 2013

Uma Imagem, Dois Textos...


Paul KLEE, "Senecio"
 
 
 
 


São mágoas coloridas

as que desenho no rosto

quando te vejo chegar.

Trazes um brilho no olhar

As saudades nos beijos

O calor nos abraços

A alegria no riso

Que me enche sem par...


Mas às vezes é difícil calar o silêncio,

O silêncio teu que deseja voltar

e o silêncio meu, que tem medo de nunca mais voltares.

 
(SV)
 
 


De rosto enfarruscado caminho, agora, sobre a estrada de cimento onde, outrora, corria sobre o capim alto. Perderam-se os campos, perderam-se os sorrisos da infância. Acordo a conduzir num caminho em que me cercam os prédios cinzentos e altos. Claustrofóbicos. E neste sufoco oiço o lamento marítimo que me leva ao naufrágio.
Tranquilo.

Desejado.
 
 
(PM)

Sem comentários: