terça-feira, 16 de outubro de 2012

Luís Filipe Parado e Julie Jalil


Depois do amor

 

 

 
 

 

 




 
De mais nada posso falar:
só deste cheiro a fruta espessa, crua,
que de ti me fica nos dedos,
na polpa, entre a pele e as unhas,
mesmo depois do sabonete e da água corrente.
                                                                                                                              

 

Resumo, A Poesia, em 2009
 
 
 
 
Julie JALIL, "After Mitchev"

Sem comentários: